Livro: Comer, Rezar, Amar #lifaztempo

Eu amo ler, e isso não é novidade por aqui. Na verdade o blog tem sido a minha principal ferramenta de passar pra frente o que penso sobre tudo que eu leio. E desde o início do blog, todos os livros que eu leio, são resenhados aqui, alguns muito detalhados, outros, nem tanto. Porém, há alguns dias me dei conta de uma coisa: e todos os livros que li antes de ter o blog? Vão ser esquecidos?!

Voltar o tempo e ter um blog não é possível né?! Então para solucionar esse “problemão” kkkkk resolvi criar uma nova “seção” do blog, dentro da categoria Livros para fazer resenhas dos livros que já li faz um tempo (para ser mais exata, há mais de 1 ano e meio – que é a idade do blog atualmente).

Para facilitar a identificação, vou iniciar os post da mesma forma que os outros, com  “Livro:” , porém, no final da frase vou incluir a hastag #lifaztempo, para identificar que não é um livro de leitura recente, o que acham?! Ok né!? E chega da explicação e vamos ao livro que é muito mais interessante:

images

O livro Comer, Rezar, Amar, de Elizabeth Gilbert, 342 páginas, foi o último que li em 2012, ainda em Vila Velha/ES. Peguei emprestado com a menor das pretensões e não imaginei que seria um livro tão marcante. Já falei dele na Tag Sentimentos Literários, você pode reler aqui, e o fato de ele fazer parte dessa lista, já o torna muito importante. #podeacreditar

Ainda não li outros livros dessa autora, mas a forma de escrever dela me encantou completamente. É uma leitura leve, tranquila, que te leva pelas páginas e você não sente. É apaixonante gente, eu juro! A história é auto biográfica, o que na minha opinião, nos trás ainda mais para dentro da história, da sinceridade dela e da transparência dela como personagem. Sem contar que dá vontade de mudar correndo pra Itália e comer macarrão o dia inteiro.

O livro também virou filme, e daqueles que todo mundo reclama que o livro é melhor. E gente, sério mesmo, o livro sempre vai ser melhor, pois você viveu junto, e imaginou do seu jeito. O filme é a visão de alguém + a necessidade de se tornar comercial e lucrativo. E ainda digo mais, mesmo tendo sido muito alterado em relação ao livro, gostei do filme. A escolha da Julia Roberts foi perfeita pois ela tem um “que” misterioso e agregou bastante valor à personagem, gostei muito!

Confira o trailer e fique desejando ler, ver e viver essa história: (piadinha ridícula, mas não resisti…#sorrycaroline)

Spoiler: o mais legal é que a parte do amar, é por um brasileiro. Bacana né?! #orgulhodeserbrasileiro.

::::

Espero que tenham gostado dessa minha ideia de resenhar o livros que #lifaztempo. Mas não se preocupem, vou tentar me limitar a 1 um por mês para não ficar sobrecarregado, já que a medida que vou terminando de ler, também vou postando aqui também. Combinado?!

Um abraço,

Anap.

Comments

comments

Ana Paula Cândido

Prazer, meu nome é Ana Paula! Obrigada pela visita em meu blog :) Dúvidas, críticas ou sugestões? Fique à vontade para comentar. Ficarei feliz com sua contribuição e prometo que respondo rápido, ok?!