TAG: Sentimentos Literários – Parte 2

A postagem de hoje é a continuação da TAG: Sentimentos Literários. Tenho que confessar que foi muito difícil fazer essa tag… como a maioria das pessoas sabem, eu leio muito e selecionar apenas 9 livros não foi fácil. E sem contar que relacionar cada um a um sentimento me tomou um certo tempo, pois para alguns livros enquadrava em vário s sentimentos, e alguns sentimentos parece que não tinha livros!! Foi difícil, mas eu consegui! Vamos à parte 2 então?

Raiva: Mentiras no Divã

mentiras no divã

Só de pensar nesse livro eu fico com raiva! Argh!! Dá vontade de pegar o personagem, e xingá-lo todo e falar: como você é burroooooo. Respira, respira, pronto, passou. Deixando as emoções de lado, esse livro conta a história de um terapeuta que acaba se envolvendo financeiramente com o paciente, e isso lhe acarreta em muitas prejuízos, não só os financeiros. A forma de escrever desse autor é simplesmente fantástica e eu recomendo a qualquer pessoa, que leia pelo menos 1 livro dele na vida. Falar que é envolvente pode ser parecer repetitivo, mas não consigo achar outra palavra, ele te faz querer parar tudo, para continuar lendo. Além de te ensinar muito por ter como temática principal a terapia. 

 

Indiferença: A distância entre nós

a distancia entre nós

Esse livro eu li esse ano e até fiz post aqui no blog. Peguei por acaso na biblioteca pública e fiquei encantada. Além de ter a indiferença como temática principal, pois mostra a diferença de tratamento entre patroa e empregada, acho que também apresenta a indiferença que nós temos com o resto do mundo. Pelo que pesquisei, o livro apresenta uma história totalmente atualizada de como a vida acontece do outro lado do mundo, na Índia, onde há tanto pobreza e diferenças sociais. E mesmo assim, a gente que está aqui do outro lado do mundo, vive tranquilamente com tanta injustiça acontecendo. É triste pensar nisso né?

 

Compaixão: A hospedeira

A-Hospedeira

Apesar de ser um livro aparentemente bobo, principalmente contando que veio de quem escreveu “best sellers de vampirinhos”, acho que o livro se enquadra no sentimento de compaixão. A história conta basicamente que “almas” de outro planeta estão invadindo o nosso planeta e o corpo do ser humano para garantir que o nosso comportamento não faça o planeta terra acaba de uma vez. Vi compaixão nesse ponto e nos personagens, que o tempo todo estão se ajudando para garantir à não extinção da nossa raça. Falando assim é meio bobo, mas pode acreditar em mim, é bonitinho….

 

Reflexão: A revolução dos bichos

a revolução dos bichos

E por último, eu tinha certeza que esse livro entraria em alguma categoria, só não sabia ao certo em qual pois ele causa na gente uma série de sentimentos que são difíceis de separar. É uma mistura de indignação e revolta, por vermos a política acontecendo, e ao mesmo tempo um sentimento de impotência, porque parece que não podemos fazer nada contra a “máquina” que é governo. Eu só resumo em uma coisa: LEIA, por favor, leia. Todo mundo TEM que ler esse livro, ok??

E pra fechar umas das frases que mais gosto nesse livro: “Todos os animais são iguais, mas alguns animais são mais iguais do que os outros”. Deu pra sentir o naipe?

~~~~

 

Então pessoal, espero que tenham gostado da TAG e sugiro que vocês tentem fazer isso também pois é um desafio muito bacana que gostei muito de fazer.

Para quem quiser, fiquei à vontade para comentar 🙂

Um abraço, Anap.

Ana Paula Cândido

Prazer, meu nome é Ana Paula! Obrigada pela visita em meu blog :) Dúvidas, críticas ou sugestões? Fique à vontade para comentar. Ficarei feliz com sua contribuição!