49ª Expoagro: eu fui! Confira 5 coisas que fiz para sair do lugar comum e me divertir!

Aconteceu em GV, entre os dias  5 a 15 de Julho a 49ª Expoagro, no Parque de Exposições, o que eu acredito ser a maior festa agropecuária do leste de Minas. Realizada pela União Ruralista Rio Doce, contou com a assessoria de imprensa da J.Pio Consultoria, programação intensa e diversão garantida. Mesmo pra quem não entende nada do ramo agropecuário e costuma preferir shopping à natureza como eu, tinha o que fazer! No mínimo, sair do lugar comum e viver algumas experiências novas. Bastava estar disposta. E foi o que eu fiz!

Quem me acompanhou no Instagram que o diga… falando nisso, lá eu sou @blogmudeideideia, segue e lá e acompanhe em tempo real as coberturas de eventos. 

Na verdade, eu não posso deixar de fazer uma confissão: eu não consigo me lembrar qual foi o último ano que eu tivesse ido à Expoagro GV!!!! Sim, esse ano está fazendo 5 anos que eu voltei a GV e me lembro que em nenhum deles eu fui à Expoagro… e sendo assim, estar em GV na época da Expoagro era ainda mais raro… ou seja. Fazia muito teeeempo mesmo que eu não ia! Enfim, confissão feita, vamos ao que interessa: O que eu fiz de bom na 49ª edição do evento?? Vamos à lista:

1 – Montei num cavalo

Para quem esteve presente, teve no mínimo algo para rir por alguns instantes (e quem não viu também foi gravado e está no IGTV). Eu, essa pessoinha pequena e delicada, só que não, montando no cavalo de uma amiga, subindo em uma cadeira de plástico. Sim, eu fui desafiada, e pensei, porque não? Se já saltei de paraglider, não deve ser tão assustador assim. E ‘tão’ não foi mesmo, mas deu medo, principalmente quando ele andou um pouco e senti o cavalo se ‘mexendo’… na verdade dá um baita de nervoso, isso sim. Mas, desafio dado é missão cumprida. 

Eu ‘plena’ montando no cavalo!

Um selfie antes do ‘desafio’.

 

2 – Assisti rodeio (pela 1ª vez!)

Podem me chamar de ‘da roça’, ou melhor ‘da cidade’ mesmo, mas eu nunca tinha parado para assistir a um rodeio! Não me pergunte porque (já até comentei que fazia muito tempo que não ia Expoagro, e quando eu fui, provavelmente minhas companhias não interessaram por tal), mas eu nunca tinha ido. Mas dessa vez eu fiz questão de aproveitar cada oportunidade de me divertir, e parei para assistir o rodeio. E num é que eu gostei?! Achei um máximo a abertura, apresentações, e até mesmo a parte principal que são os peões né… dá um frio na barriga acompanhar! Sério, achei maior barato, é um tipo uma Olímpiadas da Roça sabe…kkk

Abertura do rodeio: amei!

Um selfie com o locutor do rodeio pra registrar o momento!

E um selfie com o comentarista, porque o trem é chique mesmo!

3 – Dancei um bocado

Outra coisa que eu fiz e muito nessa Expoagro 2018 foi dançar. E cantar! Com uma agenda de shows irresistíveis, um camarote bem estruturado e uma boate pra fechar a noite (ou seria a manhã?!) estava difícil não virar a noite por lá! Só sei que eu fui na Marília Mendonça (07/07), Alemão do Forró e Mano Walter (11/07), Pedro Paulo e Alex (12/07), Maiara e Maraisa e Gustavo Mioto (13/07) e na Simone – sem Simaria (14/07). Tá bom pra você ou quer mais? Basicamente só não fui no Henrique e Juliano (6/7) e nas noites Católica e Gospel (08 e 09/07) e no Artur Rodrigues (10/07).

O difícil é saber que dia me diverti mais… mas acho melhor não pensar nisso, pra não ser injusta (rs). Ah, e quando rolava de tirar fotinha com os cantores, é claro que eu estava lá também né:

Com o PPA – Pedro Paulo e Alex

Eu com o Gustavo Mioto

Parte dos shows eu assisti ali de cima pq impressa tem dessas coisas né! rs

4 – Andei de balão

Uma das novidades esse ano foi o balão do Sicoob. E é claro, eu entrei na fila (ainda mais quando descobri que era gratuito!). Pois bem, como eu estava dizendo, o Sicoob trouxe esse ano um balão, desses de ar quente, que são famosos lá na Capadócia sabe? E ai era só esperar na fila e dar um pequeno passeio. Tudo bem que o passeio era apenas subir e descer, pois o balão estava preso e tinha um limite, mesmo assim foi divertido. Deu pra sentir a sensação e medo do mesmo jeito (pra quem tem problema com altura é melhor nem arriscar!). Achei maior barato conseguir ver o parque todo de lá e tirar um selfie nas alturas.

Um selfie lá no alto!

5 – Vi coisas diferentes

Eu escolhi colocar esse último item porque acho que pode ser uma coisa simples, mas pra mim fez bastante diferença. Para quem é do ramo agropecuário, talvez não perceba, mas pra quem vai para a ‘festa’ Expoagro, pode aproveitar as coisas simples para se divertir. Desde passear com amigos e bater papo, até ficar andando no meio dos bois e ficar reparando os chifres e sentir cheiros (fedor?) diferentes podem sim ser uma diversão e até mesmo inspiração.

Ver aquilo que não nos é comum sempre desperta curiosidade! E até no parque tinha coisas diferentes como brincadeiras de tiro ao alvo (para ganhar brindes) que não vemos durante o ano em nossa cidade. Tem também as comidas típicas que vemos aos montes e com variedades, muito crepe, batata frita chips, maçã-do-amor e muitos doces e cocadas. Enfim, pra quem se permite, tudo vira novidade, não é mesmo?!

Até um chapéu pode virar novidade !

E ai? O que acharam da minha peregrinação agropecuária hein?! No mínimo sei que me diverti. E ainda aprendi um bocado!

E que venha Expoagro 2019!!!

.

.

.

Bjos,

AnaP.*

Comments

comments

Ana Paula Cândido

Prazer, meu nome é Ana Paula! Obrigada pela visita em meu blog :) Dúvidas, críticas ou sugestões? Fique à vontade para comentar. Ficarei feliz com sua contribuição!