Reflexões sobre ser alta

Reflexões sobre altura – as vantagens e desvantagens de ser alta, um estudo de casa da vida de Ana Paula Cândido, kkkkkk. Poderia até ser tema de uma monografia né, mas é apenas mais um dos meus posts reflexivos que eu começo a falar aleatoriamente o meu ponto de vista sobre determinado assunto. Quem ai já percebeu que de uns tempo para cá eu tenho feito mais post nesse estilo?! Um dos motivos é que eu tenho me sentindo mais confortável para expressar minha opinião sem ‘sofrer’ com o que vão pensar de mim. Isso é bom né?! E também porque na pesquisa do blog foi um dos itens que se destacou. Então bora refletir um pouquinho?

seralta

Na verdade eu nem sou tão alta assim tá gente, não chego 1,80, mas por algum motivo eu realço assim. E sempre tem um o outro que elogia: nossa, é tão bonito ser alta, queria ser alta, deve ser bom ser alta… e por ai vai. Sem contar aqueles que perguntam: você joga basquete, você joga vôlei? Não quis ser modelo? O máximo que me limito a dizer é não, eu tenho medo da bola. Por que sério gente, ser alta não é essa ‘coca-cola’ toda que pensam por ai não.

Pra começar, quando eu vou ao cinema, meu joelho encosta na poltrona da frente; quando eu viajo, eu não me encaixo nas cadeiras. Cada lugar que trabalho tenho que tentar adaptar a relação mesa X cadeira X monitor. Na foto com as amigas você fica ‘fora do nível’. E as roupas? Calças que ficam curtas ou blusas de frio lá no punho? E eu nem vou falar aqui do quesito ‘arrumar namorado” e a dificuldade de comprar calçados. Pois é, ser alta não é simplesmente lindo como todo mundo pensa.

Mas Ana Paula, você está dizendo que é odeia ser alta e tudo é ruim? Não! Eu também tenho consciência que é ótimo ter uma visão melhor em um show, que você pega coisas no alto sem pedir ajuda, você se destaca no meio da multidão (se você gosta de aparecer isso é bom!) e por ai vai… A questão é: tudo na vida tem seu lado bom e seu lado ruim!  E do mesmo jeito que às vezes as pessoas falam que gostaria de ser alta como eu, eu também gostaria de ser baixinha com ela. Acho meigo e delicado uma mulher baixinha! E ai #commofaz?

Só que antes eu sofria com isso, e acha horrível ser alta, detestava mesmo. Mas hoje? Parei de desejar algo que eu sei NUNCA vou ser, e aproveito ao máximo o que eu de fato SOU. Curto sim e uso até salto! Na verdade eu costumo dizer que eu gosto de usar salta para me sentir ‘baixa’. Anh?! Calma… eu explico! É porque a baixinha usa salto para se sentir maior, certo? Então! Hoje ao usar um salto, eu não fico mais com a neura de eu estou ainda maior, apenas penso que sou uma mulher como qualquer outra querendo ser um pouco mais alta do que ela é de fato. Sem comparações, porque assim a vida fica mais simples! 😉

—-

Conte pra mim ai nos comentários a sua relação sobre a altura e vamos trocar figurinhas!

Vou aproveitar e deixar um beijo (eu to no programa da Xuxa por um acaso?!) para minhas amigas grandinhas maiores do que eu, Ariane e Cleres! kkkk

E como sempre, eu queria ter escrito mais… mas o post ia ficar gigantesco! Acho que realmente preciso repensar minha situação e começar a gravar vídeos, o que acha? 😀

Um abraço,

AnaP.*

Posts relacionados

Se você gostou desse post, você também pode gostar:

Reflexões sobre morar com a mãe aos (quase) 30!

Essa tal maturidade

Reflexões sobre o “Look do dia”

Ser solteira

Comments

comments

Ana Paula Cândido

Prazer, meu nome é Ana Paula! Obrigada pela visita em meu blog :) Dúvidas, críticas ou sugestões? Fique à vontade para comentar. Ficarei feliz com sua contribuição e prometo que respondo rápido, ok?!