Palestra na APAC Feminina – Unidade Gov.Valadares

O meu livro tem me levado a lugares nunca antes imaginados! E eu não falo apenas de lugares famosos e apresentações na TV não, eu falo de desafios reais, que realmente me tiram do lugar comum. O convite veio através da Fabíola, que também estava presente na Rede SESC Ação Comunitária (18/07), assistiu minha apresentação do livro e já garantiu sua solicitação. Conversamos rapidamente sobre a possibilidade de uma palestra na APAC e aguardei o contato. Que, diga-se de passagem veio bem rápido(!). E ai que o desafio foi lançado!

Bem, não sei se você sabe, mas preciso explicar o que é a APAC: Associação de Proteção e Assistência aos Condenados de Governador Valadares-MG. As APACs são entidades civis, sem fins lucrativos, e surgem no cenário como uma alternativa viável no sistema prisional. Aqui em GV a unidade já funciona há 10 anos, e tem parte da sua manutenção suprida por Convênio com Estado, e parte com trabalho voluntariado. E o bacana é que não há presença de policiais nem agentes penitenciários. 

E o convite foi para que eu pudesse dar uma palestra para as recuperandas, falando um pouco do meu livro, e principalmente sobre amor-próprio, aceitação e autoestima. E como eu costumo dizer, desafio dado, é missão cumprida.

No final fizemos uma dinâmica em que cada uma recebeu um cartão, já com o nome de outra colega, e no cartão era para escrever o que achava de bonito na outra, como forma de ajudar a outra a se perceber de forma que talvez não tinha se visto antes. Basicamente ajudar a outra se sentir descobrir bela! E depois elas deveriam procurar a dona do cartão, falar sobre o que escreveram e dar um abraço.

Mas sabe o que foi mais legal? No meio dessa ‘brincadeira’ uma pessoa recebeu um nome, e aproveitou para abrir seu coração em relação a um sentimento, que há tempos parece ter sido negativo, mas sentiu a necessidade de  um pedido de perdão e o fez, ali, no meio de todas. Foi muito lindo ter assistido e pensar que eu através das minhas mãos, o cartão foi parar exatamente naquela mão... Me senti muito feliz por ter proporcionado essa momento. #foiDeus #gratidão

E no final recebi uma mensagem toda carinhosa das meninas, tanto recuperandas como da equipe, e ganhei até presente! Achei bem legal que elas me deram um tapete de barbante que é feito pelas recuperandas como uma das atividades laborais. Adorei o presente e vou usar com todo carinho em um cantinho especial na minha casa.

E assim eu encerro esse post, com um sentimento de dever cumprido!

Eu espero ter contribuído para uma manhã melhor para as meninas.

Porque a minha com certeza foi muito especial.

.

.

.

Bjos,

AnaP.*

 

 

Comments

comments

Ana Paula Cândido

Prazer, meu nome é Ana Paula! Obrigada pela visita em meu blog :) Dúvidas, críticas ou sugestões? Fique à vontade para comentar. Ficarei feliz com sua contribuição!