Livro: Quem é você Alasca?

Ganhei esse livro da minha prima Karen no mês passado quando fui ao ES visitar a minha “galera” de lá e comecei a ler ali mesmo, entre um trajeto e outro na cidade ~ relembrando os velhos tempos. Aproveitei e li também um pouco no trem (só não li mais no trem porque dormi praticamente a viagem toda #muitocansada) e terminei de ler por aqui mesmo. Foi bom porque pelo menos eu voltei ao meu ritmo de leitura de antes, e já estou acabando um outro livro já. Enquanto isso eu ainda termino o outro, vamos falar de “Quem é você Alasca?” ?

Continua lendo então!

quemévcalasca

Continue lendo…


TAG: Sentimentos Literários – Parte 2

A postagem de hoje é a continuação da TAG: Sentimentos Literários. Tenho que confessar que foi muito difícil fazer essa tag… como a maioria das pessoas sabem, eu leio muito e selecionar apenas 9 livros não foi fácil. E sem contar que relacionar cada um a um sentimento me tomou um certo tempo, pois para alguns livros enquadrava em vário s sentimentos, e alguns sentimentos parece que não tinha livros!! Foi difícil, mas eu consegui! Vamos à parte 2 então?

Continue lendo…


TAG: Sentimentos Literários – Parte 1

Dando continuidade a ideia de uma postagem de TAG’s por mês, começo esse mês de novembro com uma que ficará tão longa, mas tão longa, que resolvi dividir em duas partes logo de uma vez!!! Tive que fazer isso para não ficar cansativo, e quem for ler não acabar desistindo e deixar de aproveitar esse conteúdo que para mim é algo tão gostoso de preparar.

Essa TAG: Sentimentos Literários consiste em escolher um livro que represente cada um dos dez sentimento listados na tag e explicar o porque deles. A primeira vez que vi foi com a Lully, do blog Lully de Verdade,  e desde então fiquei doida querendo fazer. Hoje vou trazer 5 sentimentos, e na postagem de amanhã os outros pode ser? Vamos?

Continue lendo…


Sumiço e novidades

Bom pessoal, se alguém realmente acompanha esse blog regularmente deve ter percebido uma queda drástica na quantidade de postagens, certo? Na verdade, depois do meu aniversário, só cheguei a fazer duas postagens, o que mesmo assim achei muito, pois como mesmo disse na minhas postagem sobre ano-novo, aproveitei o momento para refletir e rever algumas coisas em minha vida (além de festejar!).

Estou dando início a vários outros projetos pessoais que tinha vontade e nunca tirava do papel. E incrivelmente já estão caminhando de uma forma que não acreditava que poderia ser tão rápido e simples de fazer acontecer. O que não quer dizer que será rápido terminar e muito menos fácil. Pelo contrário, vou precisar de muita força de vontade e apoio das pessoas as minha volta para conseguir dar andamento. E mesmo assim ou por isso mesmo, estou feliz de ter começado.

Confesso que até achei que o blog iria deixar de existir mas acredito que ainda não está na hora dele acabar, e sim, é hora de cuidar melhor! Ainda não tenho tudo organizado mas em breve vou promover mudanças por aqui. Além do layout pretendo criar novas seções fixas para direcionar melhor o conteúdo. E pretendo também passar a divulgar mais (estou estudando sobre isso) para aumentar o alcance de leitores. E sobre quantidade de posts meus devem continuar o mesmo tanto, duas postagens por semana. Mas talvez teremos convidados, que tal? #aguardem

Ah, e sobre as promessas que fiz, uma já está totalmente concluída, pois no meu quarto já tem espelho e duas estão encaminhadas, bom né?!

Então é isso, em breve: news!

Um abraço, Anap.

 

 

 

 


Gavetas para Parede – parte 2 – DIY

Dia desses minha mãe apareceu aqui em casa com algumas gavetas que ela andou “achando” por aí…. É, pode dar mole não, jogou gaveta fora que ainda dá um pra aproveitar, minha mãe pega mesmo :), e eu adoro isso!!! Tem gente que tem vergonha de sair pegando coisas por ai, mas minha mãe tem vergonha de deixar uma oportunidade passar, e saber que algo vai poluir ainda mais o meio ambiente, sendo que poderia ser aproveitado.

Vamos parar de lero-lero e falar logo o que interessa. A história é a seguinte, minha mãe pegou as gavetas e reformou, e deu para meus sobrinhos #duda & #estevão. Ainda não sei se está instalada mas resolvi postar as fotos que tirei aqui em casa mesmo, do resultado final. Pra variar, não tem foto do antes, porque minha mãe começa a fazer as coisas e esquece de tirar fotos ou me chamar… Continue lendo…


TAG: Instagram

Em comemoração ao meu #niver, que foi na última quinta, resolvi responder essa TAG: Instagram. É uma tag curtinha só pra distrair um pouquinho. E se você quer saber o que meu aniversário tem a ver com o Instagram, não conto!! brinks…. Vai lendo ai que você descobre.

O Instagram é uma rede social que eu gosto tanto que já fiz até um porta retrato inspirado na logo, que mostrei aqui, e por isso mesmo já estava querendo responder essa tag há um tempinho, mas estava esperando completar pelo menos um ano pra responder. Vamos ao post?

instagram Continue lendo…


Feliz Ano Novo! (pra mim!!!)

Como assim !?!! Tudo bem que o ano está passando rápido e quase chegando ao fim mas não é pra tanto né gente?!  kkkkkk

Então, como meu niver está chegando, quinta dia nove do dez, resolvi compartilhar com vocês uma das minas teorias malucas. Sim, eu sou uma pessoa cheia de criatividade, ideias e … teorias também ueh! #porquenão

Aniversário Continue lendo…


Pedestre Barbeiro

Dia desses quando estava descendo do ônibus me peguei filosofando sobre o trânsito e o comportamento do pedestre. O que mais vemos hoje em dia são comentários do tipo “o trânsito está uma loucura”, “ninguém respeita ninguém no trânsito”, “as pessoas não têm paciência no trânsito”, e por ai vai. Não que eu não concorde com esses comentários, mas tem hora que me vem à mente a seguinte questão: e você, tem feito a sua parte?

Muitas vezes reclamamos de motoristas e ciclistas barbeiros, mas esquecemos que, em algum momento, todos somos pedestres. E se o pedestre for barbeiro? Será que ele também não atrapalha o trânsito não? Eu acredito que sim! Tem muita gente ai que acha que sempre está certo por ser pedestre. Sei que o pedestre tem a preferência mas ele precisa cumprir o seu dever primeiro, para depois exigir o seu direito. Piegas isso né, mas tem gente que esquece.

pedestre Continue lendo…


Reforma do Criado – DIY

O meu quarto parece uma colcha de retalhos. Os móveis são todos diferentes, cada um tem sua história e veio de um lugar diferente. Por esse motivo que eu “vivo” reformando os móveis do meu quarto, já que não são todos da mesma linha, então que sejam únicos e exclusivos.

Foi por esse motivo que comecei um dia com a reforma da sapateira (já mostrei aqui), quando ela era a única peça diferente do quarto, ainda lá no ES. Depois que vim pra MG, mudou a cama, e por isso resolvi pintá-la de amarelo (tem aqui também). Depois teve a mudança de casa,  e comprei uma mesa/penteadeira em um topa tudo, que é rosa e laranja (ela aparece aqui). No final das contas, ainda faltava o criado para ficar cada peça realmente customizada.  Continue lendo…